Microbiota intestinal X Exercícios intensos

microbiota-intestinal-x-exercicios-intensos

Por Luciana Andrade

As adaptações ao exercício podem ser influenciadas pela microbiota intestinal, que desempenha um papel importante na produção, armazenamento e gasto de energia obtida da dieta, bem como na inflamação, nas reações redox e no estado de hidratação.

Quando aumentamos o número de microrganismos, eles melhoram o metabolismo energético, reduzem o estresse oxidativo e regulam a inflamação sistêmica. Atualmente, a principal estratégia alimentar para modular microbiota intestinal inclui uma alimentação equilibrada e a ingestão de diferentes cepas de probióticos.

Em atletas, a administração de Lactobacillus e Bifidobacterium de diferentes cepas podem ajudar a manter um estado de saúde geral, melhorando a função imune, a permeabilidade da mucosa intestinal, reduzindo o estresse oxidativo e obtendo energia a partir das fontes de carboidratos vegetais.
A modificação da microbiota através do uso de probióticos pode ser uma ferramenta terapêutica para melhorar a saúde geral dos atletas, o desempenho e a disponibilidade de energia enquanto controla os níveis de inflamação e redox.

Referência bibliográfica: Mach, N., & Fuster-Botella, D. Exercício de endurance e microbiota intestinal: uma revisão. Journal of sport and health science, (2017). 6 (2), 179-197. doi: 10.1016 / j.jshs.2016.05.001

×
Olá! Estamos a sua disposição também pelo whatsapp. Só precisa clicar aqui para iniciar uma conversa.