Sua dieta pode piorar seu diabetes

Por Dr. Geraldo Amorim

O Controle do diabetes seja tipo 1 ou tipo 2 e a prevenção de suas consequências dependem de uma dieta rigorosa.
A dieta ocidental rica em açucares simples e gorduras trans exerce um papel importante no aumento da inflamação e no aparecimento de doenças crônicas como o diabetes.
Um estudo, cuja referência está no fim do post, examinou a associação entre DII (Índice Inflamatório Dietético) e a presença e gravidade de diabetes em pessoas a partir dos 20 anos.
Foi feita uma análise transversal de 4434 participantes no qual constatou-se que: a idade média foi de 49,4 anos, o IMC médio foi de 29,3 kg/m2 e o DII médio (maior é mais inflamatório) foi de 0,65 (variação de -3,41 a 9,05). As pontuações médias do DII nos participantes com e sem diabetes foram 0,79 e 0,50.

Os resultados demonstram uma associação SIGNIFICATIVA entre o DII e o diabetes, e entre o DII e a gravidade do diabetes. com maior inflamação (maior DII), tornando mais provável o diabetes e a maior gravidade do diabetes. É importante ressaltar que foram considerados possíveis fatores de confusão como idade, sexo, raça, IMC, tabagismo, uso de álcool, atividade física e status socioeconômico. As chances de ter um HbA1c maior que 9% aumentaram 43% com um escore DII> 1,0 em direção a uma dieta mais inflamatória. Outras pesquisas recentes reforçam essa associação. Em uma delas, contatou-se que indivíduos com níveis elevados de Proteína C Reativa (PCR) um marcador de inflamação tem maior risco de mortalidade e morbidade por diabetes e outras condições, incluindo infarto do miocárdio e acidente vascular cerebral. Em um outro estudo. demonstrou-se que a adesão a dieta mediterrânea (baixa DII) foi associada a um risco reduzido de desenvolver diabetes e também a menores níveis de TNF-α, PCR e IL-6. Converse com seu médico se você é diabético para avaliar seu perfil inflamatório de forma a prevenir doenças crônicas.

REFERÊNCIA: https://www.medscape.com/viewarticle/921174_2